HISTÓRIA DE PINTADAS

O Município de Pintadas originou-se nos terrenos denominados A Lagoa do Bamburrá (antigo Tanque do Maxixe), tendo como proprietário o Sr. Manoel Gonçalves de Almeida e sua esposa D. Anastácia Gonçalves, sendo estes os primeiros habitantes das terras onde está localizada a sede do Município de Pintadas. 

Sua história de povoação é muito antiga. Há mais de um século, segundo relatos históricos, os primeiros moradores, o Sr. Manoel Gonçalves de Almeida e sua esposa D. Anastácia Gonçalves chegaram a esta terra por volta do ano de 1830. E então, resolveram construir uma casa na fazenda Lagoa das Pedras, assim denominada pelo fato de haver um tanque de pedras bem próximo de sua moradia. Posteriormente, construíram um sobrado de linha modesta, sendo de adobe em assoalho de tábuas rústicas perto de uma lagoa que deram o nome de Lagoa do Bamburrá.

Pouco tempo depois, foi edificada uma capela sob a invocação de Bom Jesus. O referido casal contou com o auxílio de outros fiéis para a construção da referida capela, ficando subordinada à freguesia de Sant’ Anna do Camisão. 

Ali viveu alguns anos, dedicou-se à agricultura e com o passar do tempo foi desenvolvido um criatório de gado chegando a separar o rebanho em outros rebanhos. Topônimo Pintadas, deu-se devido às vacas pintadas que malhavam na fazenda que deu origem ao lugar.

Foi crescendo paulatinamente a sua povoação. Essas terras foram sendo ocupadas pelos descendentes do Sr. Manoel e Dona Anastácia, depois por fazendeiros e muitas famílias vindas de várias regiões que se empenharam para o seu crescimento. 

Segundo relatos, o Sr. Manoel e Dona Anastácia doaram uma área de terras equivalentes a cinco tarefas para Nossa Senhora da Conceição a quem adoraram como padroeira e ali construíram uma Capela. Neste contexto, destaca-se o Senhor Honorato Gonçalves de Almeida, homem simples, religioso, que muito lutou, juntamente com os outros para o desenvolvimento de Pintadas. 

No que tange ao processo educacional, o anseio de seu povo crescia a cada dia que passava, no sentido de educar os seus filhos. Até que um dia, através de um casal residente em Camisão, atual Ipirá, por nome de João Teófilo e D. Sinhá Lobo, trouxe para Pintadas uma professora de nome Zádia, vinda do Povoado Pau Ferro/Ipirá, que permaneceu por pouco tempo por aqui. A ânsia do saber continuava… até quando Pintadas teve a felicidade de receber uma professora diplomada, vinda da Capital da Bahia para cumprir sua missão de educadora. Em seus ensinamentos, despertou nos demais membros, o espírito de libertação, nascendo daí a semente para a luta de emancipação política. 

Foi então que, em 1937 Pintadas tornou-se Distrito de Ipirá no dia 30 de setembro do mesmo ano, através da Lei Estadual 1.205.

Quando ainda povoado de Ipirá, foram eleitos vereadores para representar Pintadas, os senhores: Angelino Cedraz, Eufrásio Gonçalves, Expedito Lima, Ana Mendes e Daniel Mendes. Marcado pelo destino, o Sr. Angelino teve de deixar Pintadas e residir em Feira de Santana. Todavia, a luta para emancipar Pintadas teve continuidade por vários membros da sociedade empenhados no mesmo objetivo, criando subsídios que serviram para preencher os requisitos exigidos para a emancipação de Pintadas. O prefeito Roberto Cintra, do Município de Ipirá, junto com os deputados Estaduais Almir Miranda e Jurandy Oliveira tiveram um relevante empenho para a emancipação de Pintadas, como também lideranças locais, destacando os senhores Eufrásio Gonçalves de Almeida, Expedito Lima, Ana Mendes, Daniel Mendes, Carlile Lima entre outras lideranças.

Esta luta concretizou-se através da Lei Estadual de nº 4.450 de 09 de maio de 1985, e instalada em 01 de janeiro de 1986. Esta foi sancionada pelo então Governador João Durval Carneiro, onde se deu a concretização do sonho de emancipação do Município de Pintadas desmembrando-se de Ipirá. 

A história política do município de Pintadas continua. Elevado à categoria de município com a denominação de Pintadas, surge a necessidade de representantes para administrar o município ocupando os cargos dos poderes Executivo e Legislativo. Concorreram ao pleito eleitoral os senhores Eufrásio Gonçalves e Expedito Lima. Foram eleitos para o Legislativo onze vereadores: João Gomes, Raimundo Pedreira, João Barbosa, Antonio Rios, Francisco Macedo, Rafael Almeida, Erval Mota, Januário Ferreira, José Amâncio, Armando Luiz e Almir Lobo. O Sr. Eufrásio Gonçalves de Almeida foi eleito o primeiro prefeito do município de Pintadas. Foi no seu mandato que Pintadas começou o seu crescimento com a implementação e execução de obras que buscavam a melhoria e o desenvolvimento do município.

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA

Distrito criado com a denominação de Pintadas, pelo decreto estadual nº 11089, de 03/11/1938, subordinado ao município de Ipirá. 

Em divisão territorial datada de 01/07/1960, o distrito de Pintadas, figura no município de Ipirá. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01/01/1979. 

Elevado à categoria de município com a denominação de Pintadas, pela lei estadual nº 4450, de 09/05/1985, desmembrado de Ipirá. Sede no antigo distrito de Pintadas. Constituído do distrito sede. Instalado em 01/01/1986. 

Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído do distrito sede. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Praça Honorato Gonçalves - Igreja Católica
Praça Honorato Gonçalves - Igreja Católica - Foto Antiga
Igreja Católica - Foto Antiga
Praça Honorato Gonçalves - Mercado Municipal - Foto Antiga
Antiga Prefeitura Municipal